Como investir em excelentes imóveis mesmo tendo pouco dinheiro

Tempo de leitura: 6 minutos

Quando falamos de investimento em imóveis, a ideia que vem a cabeça da maioria das pessoas é comprar uma casa ou apartamento para alugar, os mais arrojados pensam, no máximo, em uma sala comercial ou na construção de um pequeno condomínio capaz de gerar renda com aluguel.

Mas os altos custos envolvidos na compra de um imóvel acabam barrando o sonho de muita gente interessada neste mercado.

No entanto, o que pouca gente sabe é que com uma fração do dinheiro que seria gasto nas iniciativas acima, já é possível se tornar dono de parte de um shopping, de uma faculdade, de hotéis, hospitais, agências bancárias ou qualquer grande empreendimento imobiliário.

E o melhor é que além do custo mais baixo, a renda proporcionada pelo aluguel desses imóveis é mais alta que na locação padrão e isenta de imposto de renda.

Interessante, não?

Pare de enrolar e me diga que tipo de investimento é esse!

imóveis-mulher-brava

Ok! Talvez você esteja achando que o que falei acima é bom demais para ser verdade, mas não é.

Durante a introdução eu dei apenas algumas das características dos Fundos de Investimento Imobiliário, ativo ainda pouco popular no Brasil, mas que apresenta uma séria de vantagens quando comparado com o mercado tradicional de imóveis.

Já escrevi um artigo mostrando as 6 grandes vantagens dos fundos imobiliários sobre os imóveis, para acessá-lo e entender a fundo como esse investimento é bom, é só clicar neste link.

Caso prefira contato olho no olho (ou quase) também gravei um vídeo mostrando as vantagens:

Neste artigo o assunto é outro. Vou mostrar como você pode adquirir excelentes imóveis geradores de renda pagando muito barato.

Posso fazer isso mesmo tendo pouco dinheiro?

imóveis-pouco-dinheiro

Pode! Na verdade com quantias acima de R$ 30 você já pode se tornar dono de parte de um grande empreendimento imobiliário. Entretanto, não é prudente começar com tão pouco.

Uma quantia ideal para poder iniciar nesse mercado, na minha opinião, seria algo em torno de R$ 10.000.

Com esse valor você já poderia diversificar seu investimento em, no mínimo, 4 fundos imobiliários, o que te proporcionaria mais segurança. Além de poder ter acesso a cotas de alguns fundos mais caros (preço da cota entre R$ 1.000 e R$ 2.000). Lembrando que essa é minha opinião.

Como investir nesta classe de imóveis?

imóveis-como-investir

Para investir em Fundos Imobiliários você precisará abrir conta em uma corretora de valores, e fará todo o investimento de casa, usando o Homebroker da corretora.

A negociação dos fundos imobiliários ocorre de maneira idêntica a das ações. Com a abertura do pregão os preços variam de acordo com a oferta e procura de cada fundo. Com muitos vendedores e poucos compradores o preço tende a cair e, de maneira contrária, subir caso o número de compradores seja maior que o de vendedores.

Os fundos imobiliários são representados por códigos formados, normalmente, por 4 letras seguidas do número 11. As letras, via de regra, guardam algum tipo de semelhança com o nome ou finalidade do fundo.

Ex: BTG Pactual Corporate Office Fund – BRCR11.

Como selecionar as “pechinchas” imobiliárias?

imóveis-pechinchas

Já disse em outros artigos que o mercado oscila como um pêndulo entre o otimismo irrefreável e o pessimismo injustificável. Cabe ao investidor inteligente tirar proveito dessa loucura e NUNCA participar dela.

Para nossa sorte, o preço da grande maioria dos Fundos Imobiliários caiu muito no ano passado, devido as condições político-econômicas do nosso Brasil.

Só que devido ao velho pessimismo injustificável citado acima, alguns fundos caíram mais do que o razoável, chegando a valores pífios que não dariam nem mesmo para comprar um terreno numa grande cidade, quanto mais um prédio inteiro.

Estamos falando de imóveis prontos e funcionando, com descontos no valor patrimonial da ordem de 20, 30, 40 e as vezes superior a 60% do patrimônio do fundo.

Basta pesquisar e selecionar os que atendem melhor seus anseios de investidor (eu sempre quis ser dono de uma agência bancária, por exemplo).

No site da BMF&Bovespa você pode encontrar a relação de todos os fundos imobiliários listados na bolsa de valores e informações sobre seus negócios. Clique aqui para ver.

Embora o preço da maioria dos fundos tenha começado a subir desde o começo do ano, muitos ainda apresentam descontos atraentes sobre o valor patrimonial que o fundo possui. Pesquise bem antes de decidir comprar.

Uma ressalva importantíssima!

Embora esse tipo de investimento mostre mais vantagens que riscos nos dias de hoje, cabe lembrar que os fundos imobiliários são ativos de renda variável.

Logo, não é prudente alocar grande parte do seu capital nessa classe de ativos, sobretudo se o seu perfil como investidor for mais conservador.

Como citei no tópico acima, alguns fundos sofreram desvalorizações da ordem de 60%. O que significa que o incauto que alocou todo o seu dinheiro neste fundo em questão perdeu mais da metade do seu patrimônio devido a variação de preço das cotas.

Por isso volto a repetir, não aloque todo seu dinheiro nessa classe de ativos, e  não aloque todo o dinheiro separado para investir em fundos imobiliários no mesmo fundo (busque diversificar em no mínimo 4).

Uma ressalva importantíssima 2!

Outro ponto importante a ser lembrado é que imóveis são, por definição, um investimento de longo prazo. Os fundos imobiliários também devem ser encarados dessa maneira.

Embora a liquidez desse mercado seja relativamente grande, o que torna possível vender as cotas adquiridas a qualquer momento, inclusive no mesmo dia da compra (o conhecido Day-Trade do mercado acionário), a maior vantagem dos fundos só é capturada por investidores interessados num horizonte mais longo de investimento.

Os reais benefícios dessa classe de ativos não estão na especulação, mas sim no ganho de renda mensal livre de imposto de renda e na valorização das cotas no longo prazo.

A título de exemplo, minha regra pessoal para fundos imobiliários é “compre e esqueça”.

Conclusão

Com este post ainda estou longe de esgotar o assunto. Por isso não se dê por satisfeito apenas com o conteúdo lido aqui.

Leia também o artigo 6 vantagens de investir em fundos imobiliários ao invés de imóveis ou acesse nosso vídeo no YouTube.

Caso queira se tornar um especialista no investimento em imóveis, aconselho a leitura do Livro Negro do Investimento em Imóveis. Não me canso de falar que já economizei mais de R$ 15.000 na compra do meu primeiro imóvel devido a este livro.

Espero que tenha gostado do post.

Fico grato se puder deixar um comentário abaixo manifestando sua opinião sobre o assunto, fazendo perguntas ou dando sugestões. Prometo responder o mais rápido possível.

Abraço e até a próxima!

Obrigado!

Fique informado! Cadastre seu email no Você MAIS Rico e receba novidades, artigos e dicas imperdíveis para alcançar a liberdade financeira (grátis)!

  • Tayane, você terá esse tipo de auxílio mais direto procurando um Agente Autônomo de Investimentos.
    Esse é o profissional que você procura.

  • Tayane M. Franco

    Queria investir mas como tenho pressa e não entendi bem sobre o assunto,existe algum tipo de profissional q sabe bem como explicar como funciona em linguagem clara para leigos no assunto?

  • Muito obrigado, Patrícia.

    O momento dos FII é muito bom para entrar sim, mas fique tranquila que o capitalismo sempre nos propiciará boas oportunidades, uma vez que o mesmo funciona com períodos de expansão, que geram bolhas que inflam os preços dos ativos, seguidos de períodos de contração, onde tudo fica a preço de banana por conta do pânico.

    Oportunidades sempre vão aparecer, fique tranquila!

    Abraço e continue acompanhando o Você MAIS Rico!

  • Bom dia, Caio.

    Muito obrigado pelo elogio!

    Sim, fundos imobiliários são ativos de risco e tivemos quedas gigantescas mesmo. Mas o risco era muito maior antes, com os imóveis cotados a preços estratosféricos. Agora, em contrapartida, temos imóveis a preço de banana. Logo, na minha humilde opinião, a relação risco/ganho está muito compensatória no período atual. Sabendo escolher os fundos certos e focando no longo prazo, só teremos a ganhar.

    Abração, Caio!

  • Patricia Machado

    Parabéns pelo artigo, Bruno.

    Eu até já tinha lido mais sobre os FII, mas não sabia que o momento atual era propício ao investimento neles.

    No meu caso, não tenho nem próximo de 10000 reais, então prefiro ficar de fora por enquanto.

    Muito sucesso pra vc!

  • Caio F

    Ótimo artigo, Bruno!

    Só fiquei com um receio de investir em fundos imobiliários. Vc disse que a cotação chegou a cair 60%… então é tipo ações mesmo? Muito arriscado?

    Abraço!

  • Muito obrigado, Mariano.

    Fico feliz em poder ajudar! Estude mesmo.
    São muitas opções, pesquise bem antes de selecionar os que mais se adaptam aos seus objetivos e lembre que os FIIs são ativos de longo prazo.

    Abraço e bons investimentos!

  • Mariano Farias

    Outro excelente artigo, Bruno! Inclusive começarei a investir em FIIs este mês, depois de estudar bastante sobre o assunto. abraços