4 verdades que o seu gerente de banco jamais lhe diria

Tempo de leitura: 7 minutos

Você confia no seu gerente de banco para lhe indicar bons investimentos? Acha que ele é um profissional treinado para lhe dar as melhores opções e retirar suas dúvidas sobre os diferentes tipos de produtos financeiros?

Se você respondeu sim para essas perguntas recomendo que leia este artigo (para ontem).

A verdade sobre os gerentes de banco é que eles são funcionários dos bancos (óbvio!) e para continuar empregados devem atender aos objetivos impostos por essas empresas. O que significa bater metas vendendo títulos de capitalização, previdências privadas, abrindo novas contas etc.

Entre os objetivos do banco está o de agradar seus clientes, entretanto, não tenha dúvida de que os interesses dessas instituições permanecem em primeiro lugar.

Abaixo estão listadas 4 verdades que seu gerente de banco jamais lhe diria.

Verdade #1: Títulos de capitalização são lixo

capitalização ruim

É isso mesmo que você está lendo, sem eufemismos, título de capitalização são o pior local para aplicar seu dinheiro.

Os motivos para essa afirmação são os baixíssimos rendimentos (bem inferiores à poupança), o fato de não permitem o resgate de todo o montante durante o período de pagamento do título (alguns nem ao final) e terem como único ponto positivo a chance de concorrer a um prêmio (que, sejamos francos, você provavelmente não vai ganhar).

Enquanto os títulos de capitalização são um péssimo negócio para você, para os bancos são uma excelente fonte de capital barato, já que os juros que devem ser pagos aos “investidores” dos títulos são muito menores do que em qualquer outro produto financeiro do mercado.

Por isso que seu gerente sempre lhe oferece títulos de capitalização… e por isso que você deve sempre recusar!

Verdade #2: Os fundos de investimento do banco são muito caros e pouco rentáveis

pouco rentável

Você decidiu investir seu dinheiro e, para isso, procurou o aconselhamento do seu gerente. Este (após te oferecer títulos de capitalização, logicamente) vai lhe mostrar alguns fundos de investimento do banco.

Não importa se os fundos mostrados não apresentam um bom rendimento e possuem as taxas mais caras do mercado, seu gerente vai lhe apresentar bonitos gráficos adaptados para mostrar as valorizações e diminuir a importância dos períodos de perda, sempre deixando de levar em conta a “pequena” taxa de administração. Fuja dessa cilada!

A verdade é que (muito provavelmente) o grande banco do qual você é correntista não é o melhor lugar para aplicar o seu dinheiro.

Pesquise bem antes de alocar seu capital, procure boas corretoras que trabalham com fundos de várias instituições financeiras e selecione os melhores dentre estes, atentando para a relação entre rentabilidade, taxas e risco.

Lembre-se que rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade no futuro, quanto menor a taxa de administração melhor para seu bolso e de escolher o nível de risco compatível com seu perfil e objetivos.

Verdade #3: Não vale a pena ter muito dinheiro no banco apenas para não pagar taxas

mais dinheiro e menos taxas

Vários bancos dão isenção de taxas para cientes que tem somas vultosas aplicadas. Isto funciona como um estímulo para que deixemos cada vez mais dinheiro aplicado no banco.

Em 2012, enquanto negociava com a minha gerente a isenção das tarifas da conta bancária, recebi a sugestão de aplicar pelo menos R$ 100.000,00 em produtos financeiros do banco, assim conseguiria economizar por volta de R$ 350,00 em  taxas de manutenção de conta.

O problema era que os fundos do banco não eram nem um pouco atraentes em comparação com outros que eu havia pesquisado na época. A taxa de administração cobrada era de no mínimo 3% e por vezes chegava a 5%, o que prejudicaria a rentabilidade dos fundos de investimento.

Fazendo um cálculo rápido, eu estaria pagando no mínimo R$ 3.000,00 (3% de R$ 100.000) de taxa de administração para ficar isento de tarifas que somadas não chegavam a R$ 350,00. Péssimo negócio para mim, excelente negócio para o banco.

Analise com calma antes de decidir se deve aplicar mais dinheiro no banco para ficar isento de tarifas. Em grande parte dos casos não é compensatório.

Verdade #4: Não vou te recomendar qual o melhor tipo de produto financeiro, mas sim o melhor para o banco

 gerente de banco

O grande problema em pedir conselhos de onde investir para seu gerente de banco é que o mesmo não é neutro.

Seu gerente tem interesse em que você invista no banco, sobretudo se pegar os produtos que dão mais lucro para a instituição financeira, o que geralmente significa menos lucro para você.

Nunca pergunte ao barbeiro se você precisa de um corte de cabelo”

Normalmente, em questões que envolvem dinheiro, os indivíduos mais confiáveis para te aconselhar são aqueles que não são afetados pelo destino do seu capital. O melhor é que você tenha uma boa noção sobre investimentos, e só precise esclarecer dúvidas esporádicas com os outros.

A melhor pessoa para decidir o destino do seu capital, sem sombra de dúvidas, é você.

Invista em conhecimento

investir em conhecimento

Sou um grande defensor do investimento em conhecimento, como dizia o inventor e político americano Benjamin Franklin:

O investimento em conhecimento costuma render os melhores juros”

Para quem quiser aprender mais sobre investimentos, recomendo o livro Alocação de Ativos, onde o economista e educador financeiro Henrique Carvalho ensina como investir com segurança, rentabilidade e (o melhor de tudo) gastando pouco tempo.

Além do livro, a uma série de bônus interessantes que acompanham a oferta e uma garantia de satisfação de 30 dias ou seu dinheiro de volta, o que prova a confiança do autor no material oferecido.

Lembre-se que o investimento de uma quantia pequena em educação financeira pode lhe proporcionar os meios para ganhar mais dinheiro durante toda sua vida.

Para os interessados em conhecer o livro, veja o link abaixo:

E-book Alocação de Ativos

Conclusão

Neste artigo foram mostradas 4 verdades que seu gerente de banco jamais lhe diria. Para que você possa vê-las novamente, vou listar as mesmas abaixo:

Verdade #1: Títulos de capitalização são lixo

Verdade #2: Os fundos de investimento do banco são muito caros e pouco rentáveis

Verdade #3: Não vale a pena ter muito dinheiro no banco apenas para não pagar taxas

Verdade #4: Não vou te recomendar qual o melhor tipo de produto financeiro, mas sim o melhor para o banco

Quero deixar claro que não estou contra os gerentes de banco. Entendo que tenham que cumprir os objetivos que os bancos impõem, pois caso não o façam estarão colocando seus empregos em risco.

Já tive contato com ótimos gerentes que se esforçaram em resolver meus problemas o mais rápido possível, e sou muito grato por isso.

O objetivo deste artigo não é colocá-lo contra seu gerente, mas mostrar para você que ele é um profissional pago pelo banco para atender os interesses dessa instituição, com metas e premiações para atingir os objetivos mais lucrativos impostos por esta empresa.

O grande problema disso é que o mais lucrativo para os banco normalmente significa o menos lucrativo para você. Por conta desta diferença é que não acho prudente buscar conselhos de onde investir com seu gerente.

Espero que este artigo tenha sido útil.

O que você acha? Gostou do artigo?  Exponha sua opinião deixando um comentário abaixo.

Fique informado! Cadastre seu email no Você MAI$ Rico e receba novidades, artigos e dicas imperdíveis para alcançar a liberdade financeira (grátis)!

Obrigado.