12 conselhos dos banqueiros suíços para melhorar seus investimentos

Tempo de leitura: 11 minutos

Neste artigo irei apresentar 12 princípios fundamentais que orientam o pensamento dos suíços na tomada de decisões financeiras. Estes ensinamentos foram usados por um grupo de banqueiros para fazer fortuna na época pós 2º Guerra Mundial.

Investindo em diversos mercados, tais como imóveis, ações e moedas, os banqueiros suíços foram criando regras para diminuir os prejuízos e aumentar os lucros.

No intuito de reunir essas regras, Max Gunther escreveu o livro Os axiomas de Zurique, condensando os ensinamentos em 12 axiomas (verdades inquestionáveis) que podem ser seguidas pelos investidores em qualquer área de atuação.

Apenas para mostrar o poder da maneira de pensar deste povo, vou transcrever parte da introdução do livro Os Axiomas de Zurique.

“Vejam o quebra-cabeça que é a Suíça. Essa minha terra ancestral é um lugarejo pedrento, com uma área menor que a do estado do Rio de Janeiro. Não tem um centímetro de litoral.

É uma das terras mais pobres em minerais que se conhece. Não tem uma gota de petróleo que possa chamar de sua, e mal consegue reunir um saco de carvão. Quanto à agricultura, o clima e a topografia são inóspitos a quase tudo.

Com tudo isso, os suíços estão entre as pessoas mais ricas do mundo.

Como conseguem isto?

Conseguem-no porque são os investidores, especuladores e jogadores mais espertos do mundo.”

Se um país sem nenhum tipo de riqueza natural conseguiu ter uma das populações mais ricas do globo. Imagine o que o Brasil, que é abençoado com todo tipo de recurso em abundância, poderia fazer se mudasse a maneira de pensar de seu povo.

Confira abaixo os 12 conselhos dos banqueiros suíços sobre investimentos:

1) Sobre risco:

Preocupação não é doença, mas sinal de saúde. Se você não está preocupado, não está arriscando o bastante”

A riqueza no curto prazo pertence aqueles que investem seu capital em projetos mais arrojados. Não tenha medo de arriscar um pouco, alto risco significa alto retorno. Corra riscos calculados com parte de seu capital. Você deve usar uma quantia que se perdida não vai comprometer seu padrão de vida, mas que também não seja muito pequena a ponto de ser totalmente descartável e não te afetar.

De que adianta arriscar R$ 100 transformando-os em R$ 200, qual a mudança produzida na sua vida com este retorno de 100%? Nenhuma. Arrisque uma quantia que valha a pena.

2) Sobre ganância:

Entre no negócio sabendo quanto quer ganhar. Quando chegar lá, caia fora”

Não seja ganancioso demais. Após conquistar o objetivo almejado, saia e embolse o lucro. Todo mercado altista uma hora sofre correções. Isso vale para ações, imóveis e tudo mais que pode ser alvo de especulação. A regra a ser seguida é vender sempre cedo demais. Embolse o lucro e elimine o risco.

Quem já leu o campo Sobre do Você MAI$ Rico, vai lembrar que no ano de 2011 eu poderia ter saído com um lucro de 70% em uma empreitada especulativa, porém, como fui ganancioso demais, fiquei na operação até que o resultado positivo se transformasse em prejuízo. Não faça como eu. Aprenda com os suíços. Atinja o objetivo e realize o lucro.

 3) Sobre esperança:

Quando o barco começar a afundar, não reze. Abandone-o”

Este é um dos ensinamentos mais importantes, e também o mais difícil de ser seguido.

O ser humano tem a tendência natural de ser esperançoso, de achar que as coisas vão sempre melhorar. Por conta disto, tendemos a não vender quando estamos no lucro e segurar posições enquanto estamos perdendo. Parece injusto, mas a natureza projetou nossos cérebros para perder dinheiro.

O comportamento que os banqueiros suíços adotam é justamente o contrário. Eles vendem quando atingem seu objetivo de lucro e também quando não estão gostando do rumo que seus investimentos ou especulações tomaram, preferem sair enquanto estão perdendo pouco.

Faça como os suíços, aceite as pequenas perdas antes que se transformem em grandes. Conte incorrer em várias enquanto espera um grande lucro. Saiba perder.

 4) Sobre previsões:

O comportamento do ser humano não é previsível. Desconfie de quem afirmar que conhece uma nesga que seja do futuro”

Não construa sua carteira de investimentos baseando-se em projeções para o futuro, ninguém é capaz de fazer tais previsões de maneira confiável. Estude, faça análises e fique atento ao que ocorre no presente. É nisso que você pode confiar.

5) Sobre padrões:

Até começar a aparecer ordem, o caso não é perigoso”

Na hora de investir não se atenha a padrões, ilusões de ordem de correlação ou causalidade. No mercado financeiro, tendemos a avaliar a rentabilidade futura com base na rentabilidade passada.

Para os suíços essa crença é perigosa. Como foi falado no tópico acima, ninguém pode prever o futuro, isso está além da capacidade do ser humano. Recuse fórmulas milagrosas que prometem sempre dar certo.

6) Sobre mobilidade:

Evite lançar raízes. Elas tolhem seus movimentos”

É comum nos apegarmos às coisas, inclusive aos nossos investimentos. Uma ação que lhe rendeu bem por um tempo, um fundo, um imóvel. Devemos evitar criar raízes, principalmente em operações que não estão indo bem. Está é outra armadilha de nosso cérebro cheio de emoções que pode nos fazer perder dinheiro.

Jamais hesite em sair de um negócio se está perdendo ou se algo mais lucrativo surgir para você.

7) Sobre intuição:

Só se pode confiar num palpite que possa ser explicado”

O conselho nessa hora é não desconsiderar sua intuição, mas tratá-la com ceticismo. Jamais misture intuição com esperança. Confie apenas nos palpites que possam ser explicados. Ao longo da vida é comum que o investidor se especialize em algumas áreas, criando um banco de dados com informações úteis para ganhar dinheiro neste segmento.

Procure o motivo de sua intuição no seu banco de dados. Se achá-lo, vá em frente. Caso não consiga encontrar um motivo racional para seguir seu palpite, deixe-o de lado.

8) Sobre religião e ocultismo:

É improvável que entre os desígnios de Deus para o Universo se inclua o de fazer você ficar rico”

Há alguns anos atrás minha mãe teve um sonho. Ela disse que havia um rato enorme dentro de casa, mas que ninguém ligava para ele, era como se o mesmo fosse um bicho de estimação. Segundo minha mãe, eu até pegava o rato no colo. Ela sonhou com o animal durante vários dias, sempre o mesmo sonho estranho.

Pensando que aquilo era um sinal do além, ela resolveu jogar no jogo do bicho na esperança de ganhar. Você realmente acha que ela ganhou?

Lógico que não, depois ela inclusive descobriu que não havia rato no jogo do bicho. Além de não ganhar nada, ela ainda levou um golpe.

Mantenha o sobrenatural longe de seu dinheiro. Se esse tipo de coisa realmente desse certo, todo astrólogo seria rico.

9) Sobre Otimismo e Pessimismo:

Jamais faça uma jogada apenas por otimismo”

O otimismo é estimulado pela sociedade. Os otimistas são mais populares, mais felizes e normalmente vivem mais. Pense nos pessimistas que você conhece. Com toda certeza eles são menos numerosos e não são as pessoas mais populares da sua roda de amigos.

Ser otimista é bom, mas o otimismo infundado pode ser muito perigoso para o bolso do investidor. Tenha sempre em mente que seus investimentos podem não seguir o rumo esperado. Faça um planejamento contando com essa hipótese.

Jamais inicie um investimento apenas por ter a sensação de que o mesmo é um excelente negócio. Estude, busque explicações para seu otimismo. Basear suas aplicações apenas neste sentimento não é uma decisão financeiramente inteligente.

10) Sobre consenso:

Fuja da opinião da maioria. Provavelmente está errada”

Jamais embarque no investimento da moda sem antes analisá-lo criteriosamente. Com frequência a pior hora para se comprar alguma coisa é quando todo mundo está comprando também. Esses são os momentos onde o preço e os riscos estão mais altos.

Pense na crise na bolsa de valores em 2008. Quantas pessoas que nem ao menos sabiam como o mercado de ações funciona estavam investindo naquela época. Constantemente saiam notícias sobre recordes de lucros, grau de investimento para o Brasil, novos milionários da bolsa. As pessoas foram comprando sem entender nada do assunto e no final a grande maioria perdeu.

O mesmo comportamento está sendo visto agora no mercado imobiliário, indivíduos com pouco conhecimento do assunto comprando apartamentos na planta por preços superiores ao de apartamentos prontos no mesmo bairro, impulsionados por uma expectativa de valorização baseada no otimismo. Para saber mais sobre esse assunto, recomendo a leitura do artigo Porque é um bom negócio vender seu imóvel.

Antes de arriscar seu dinheiro seguindo a opinião da massa, pondere e avalie por si mesmo se a decisão é acertada ou não. Nas questões difíceis, a maioria costuma estar errada.

11) Sobre teimosia:

Se não deu certo na primeira vez, esqueça”

Ser perseverante e nunca desistir pode ser uma característica desejada em muitas áreas, mas extremamente perigosa quando se trata de investimentos. Quando perceber que o rumo dos seus investimentos não é o esperado, desista e parta para outra.

Não alimente a sensação de que uma determinada ação lhe “deve” alguma coisa. Pense em quantas boas oportunidades existem a sua volta, não perca tempo tentando ganhar dinheiro com o que não está dando certo.

Como já foi dito no item sobre esperança, aceite as pequenas perdas.

12) Sobre planejamento:

Planejamentos a longo prazo geram a perigosa crença de que o futuro está sob controle. É importante jamais levar muito a sério os seus planos a longo prazo, nem os de quem quer que seja”

Investimentos de longo prazo trazem riscos que não podem ser previstos hoje, e que talvez não possam ser evitados no futuro.

O mundo dos negócios se modifica a cada dia. Por conta disso os banqueiros suíços não aconselham investimentos de longo prazo, devido à falta de controle. Para eles, o único plano para o longo prazo que você precisa ter é o de ficar rico.

Conclusão

Se você chegou até aqui parabéns! Um artigo com 1900 palavras não é para qualquer um, seu nível de interesse e comprometimento é diferenciado.

Os princípios apresentados aqui são diferentes do que se diz usualmente sobre dinheiro. Sinta-se a vontade para duvidar ou não colocá-los em prática.

Falando sobre a minha opinião, lhes asseguro que concordo com quase tudo que foi apresentado. Minha discordância gira em torno dos investimentos de longo prazo. Embora possa até ser arriscado por não saber ao certo como será o futuro, vivemos em uma época mais segura do que o período pós 2º Guerra Mundial, onde uma ameaça de guerra nuclear pairava no ar até o início da década de 90.

Acho importante planejar o futuro, tenho investimentos com essa finalidade e aconselho você a fazer o mesmo.

Os outros princípios já estão arraigados a minha maneira de pensar (releio todo ano Os axiomas de Zurique) e tem me trazido ganhos desde o primeiro contato que tive com eles.

Em muitos exemplos usei a bolsa de valores para ilustração, caso você tenha mais interesse em ter contato com este universo, recomendo a leitura destes 2 artigos:

– Como investir na bolsa de valores em 6 passos e

– 10 mitos sobre a bolsa de valores

Espero que tenham gostado do artigo. Para dúvidas ou sugestões deixe um comentário abaixo.

Para manter-se atualizado sobre nossas publicações, cadastre seu email em nosso site.

Obrigado

  • Oi, Antonia Nádia.

    Que bom que gostou do artigo! lembro que este artigo é inspirado no livro Axiomas de Zurique.
    É difícil reproduzir em um artigo de 1000 palavras um livro que tem mais de 150 páginas e manter a qualidade.

    Por isso, recomendo a leitura do livro que é muito bom e fácil de ler (um dia de leitura).

    Procurando para comprar usado na internet sai por uns 10 reais.

    Abraço e continue acompanhando o Você MAI$ Rico!

  • 11, 8, 3 e 2 … Foram ótimos conselhos, adorei!!
    Acho que vou imprimir este artigo e colar na porta de casa, para sempre lembrar!
    Boa tarde.

  • Muito obrigado, Henrique!

    Fico grato pelo elogio.

    Grande abraço e continue acompanhando o Você MAI$ Rico!

  • Parabéns muito bom o artigo! Sucesso!

  • Obrigado Sheila!
    Continue acompanhando o Você MAI$ Rico.
    Abraço

  • Sheila Perini

    Tô de queixo caído ,vc tá demais,parabéns meu querido,um grande abraço!