Casamento: Céu ou Inferno financeiro?

Tempo de leitura: 5 minutos

Alguns podem achar estranho que num blog sobre dinheiro e investimentos haja um artigo falando de casamento.

Porém, o casamento é uma das decisões mais importantes da vida financeira de uma pessoa.

Não digo isso pensando no custo de oportunidade; nas altas quantias gastas na cerimônia, festa, lua-de-mel ou para mobiliar o novo lar, mas sim por conta da combinação dos perfis financeiros dos recém-casados.

No excelente livro “Casais inteligentes enriquecem juntos” de Gustavo Cerbasi, há um capítulo que mostra os perfis em que cada pessoa se encaixa no que tange o assunto dinheiro, e como a combinação dos diferentes tipos de mentalidade pode levar o casal a uma vida de riqueza e realizações ou a um tormento constante devido ao acúmulo de dívidas, falta de recursos e brigas por questões financeiras.

Veja abaixo em qual dos 5 estilos você e seu cônjuge se enquadram

Olhe com atenção

1) POUPADOR: sabe a importância de guardar dinheiro todo mês, não se importa em restringir os gastos atuais, pois entende que esse dinheiro trabalhará para ajudá-lo a alcançar a independência financeira.

Nem sempre é compreendido. As pessoas o acusam de ser muito radical.

Frequentemente recebe crítica e apelidos como “pão duro” ou “mão de vaca”.

2) GASTADOR: gosta de viver o hoje sem pensar no dia de amanhã. Acha normal gastar toda renda, às vezes um pouco mais, para andar com roupas caras, carro do ano e o último modelo do iphone.

As reservas financeiras, quando existem, servem para as férias ou troca do carro.

Tem um estilo de vida que faz sucesso entre os amigos.

3) DESCONTROLADO: não notam quando o dinheiro entra nem percebem quando sai da conta. Tem como principal característica a falta de controle no gerenciamento dos gastos.

A cada mês, parece que o dinheiro dura menos. Estão habituados a pagar juros desnecessários no cartão de crédito e cheque especial.

A última prioridade na sua lista de tarefas e organizar sua vida financeira.

4) DESLIGADO: gasta menos do que ganha, mas não sabe exatamente quanto. Poupa o que sobra, quando sobra. Quando ganha um dinheiro a mais usa para trocar o carro ou fazer uma viagem.

Sempre acha que é cedo demais para se preocupar com planejamento financeiro e aposentadoria. Não olha extratos do banco e se fica sem dinheiro, parcela a compra.

A fatura do cartão é sempre uma surpresa.

5) FINANCISTA: é rigoroso no controle do orçamento, faz planilhas, consultas recorrentes a extratos, tem conhecimento sobre investimentos, juros compostos e inflação.

É procurado por familiares e amigos para orientações financeiras.

Entende a importância de economizar, mas sabe a hora certa de gastar o dinheiro, principalmente quando aparece a chance de comprar mais barato.

Pode ter suas intenções mal interpretadas, sendo chamado por alguns de chato e detalhista.

Veja o que está reservado para o futuro financeiro do casal, de acordo com a combinação dos estilos

prevendo o futuro

POUPADOR e GASTADOR: enquanto um quer poupar o outro gasta.

Se não houver esforço de ambas as partes a união será repleta de brigas e crises.

Perfil do casal: um tropeçando no outro.

POUPADOR e DESCONTROLADO: o poupador irá proporcionar o futuro seguro que o descontrolado nunca teria, mas pra isso vai estar remando sozinho.

A chance de conflito é grande, com o descontrolado podendo frustrar os planos do poupador a todo instante.

Perfil do casal: um puxando o outro.

POUPADOR e DESLIGADO: discussões relacionadas a dinheiro não vão estar presentes na vida desse casal.

O desligado tende a concordar com a necessidade de poupar e colaborar com esse objetivo.

Perfil: um puxando o outro, mas sem conflitos.

POUPADOR e FINANCISTA: se o financista souber controlar o conservadorismo do poupador será a união do sucesso financeira.

Perfil do casal: a todo vapor para a liberdade financeiro!

GASTADOR e DESCONTROLADO: se nada for feito o relacionamento tende a não durar muito.

Enquanto o gastador consome os recursos sem formar reservas o descontrolado vai mais longe, gastando além da conta.

Com o tempo, o gastador não vai mais atingir seus desejos de consumo por falta de dinheiro, interpretando isso como abuso ou descaso do parceiro.

Perfil do casal: a todo vapor para a separação.

GASTADOR e DESLIGADO: como o desligado não liga para dinheiro o gastador vai impor seu ritmo, e não haverá conflitos.

Caso o gastador discipline seu consumo o casal poderá formar reservas para o futuro.

Perfil do casal: um puxando o outro.

GASTADOR e FINANCISTA: se o equilíbrio entre razão (financista) e emoção (gastador) for mantido, o casal será capaz de aproveitar a vida e ainda formar reservas financeiras.

Tudo depende da capacidade do financista, demonstrando que juntos podem ir mais longe se usarem planejamento.

Perfil do casal: um puxando o outro.

DESCONTROLADO e DESLIGADO: como nenhum dos dois se planeja, o futuro se torna incerto e nebuloso para o casal.

Enquanto o acúmulo de dívidas é quase certo, a possibilidade de aumentar o patrimônio é bem pequena.

Perfil do casal: a todo vapor para a dependência de governo, parentes e amigos.

DESCONTROLADO e FINANCISTA: um horizonte recheado de conflitos aparece no futuro do casal.

O financista terá de ter métodos criativos para limitar a vontade de consumir do descontrolado.

Perfil do casal: um tropeçando no outro.

DESLIGADO e FINANCISTA: o financista tende a tomar o controle das finanças, sem empecilhos criados pelo desligado, desde que o financista não seja excessivamente controlador o relacionamento tende ao sucesso financeiro.

Perfil do casal: um puxando o outro.

As combinações entre pessoas de mesmo perfil tendem a ser a todo vapor (para o bem ou para o mal).

Os poupadores e financistas chegarão, previsivelmente, a um futuro tranquilo com mais patrimônio.

Os casais de perfil gastador e desligados podem ou não acumular patrimônio durante suas vidas, isto vai depender de muitos fatores, mas o principal é planejamento.

Já o casal de descontrolados… caso não alterarem seu modo de pensar e agir poderão se encontrar em sérios apuros financeiros com pouco tempo de casados.

Gostou do artigo? Tem sugestões? Deixe seu comentário abaixo.

Para ficar atualizado sempre que publicarmos um novo artigo, cadastre seu email no formulário abaixo (é grátis).

Obrigado!